Saudades!

Eu sabia que não seria fácil sair de casa! Ô, se sabia! Mas confesso que tinha a doce ilusão de que vendo minhas coisinhas ali, a casa tendo minha cara, dormir e acordar ao lado do homem da minha vida, diminuiria o sofrimento que é sair de uma casa para outra!

Eu morro de saudades da minha casa, que hoje, é a casa do meu pai. Antes que me perguntem como vai o casamento, eu respondo ótimo! Nunca fui tão feliz na vida! Mas isso não é suficiente para eu me desapegar do meu antigo lar!

Foram 28 anos dividindo o mesmo teto que meu pai e mais 12 com meu filhote de 4 patas. Hoje eu chego em casa, e ninguém vem me receber com uma bola amarela na boca, rabo balançando e depois corre sentido minha cama, para poder fazer mais festa!

Eu nunca havia usado despertador na vida! Desde quando eu me entendo por gente, meu pai me acorda, agora preciso esperar aquele barulhinho que vem do celular do maridón avisar que é hora de levantar! Hoje, por exemplo, o maridón saiu de madrugada pois tinha uma reunião em Sampa. E eu perdi a hora! Se meu pai estivesse lá, isso nunca aconteceria, porque ele com certeza, me chamaria antes de sair de casa e me avisaria a hora que estava saindo, para eu não perder o horário!

Meu pai, é tudo pra mim! Não sei o que seria de mim sem ele, e não dividir o mesmo teto que ele também está sendo bem difícil! Acho que não só pra mim, mas para ele também!

Nossas casas são próximas, e eu costumo ir lá aos finais de semana. Domingo por exemplo, fui duas vezes. Na primeira saí feliz, sabia que voltaria mais tarde. Na segunda, bateu aquele aperto no peito. Confesso que tenho vontade ficar por lá e ao mesmo tempo de ir embora com meu maridón.

Até hoje não terminei de fazer minha mudança, nem sei se um dia vai ter fim, são tantas coisas acumuladas ao longo dos anos, preciso praticar o desapego as coisas materiais. Mas confesso que estou em uma fase muito iniciante ainda...haha.

Vem cá, e vocês o que sentiram, sentem ou acham que vão sentir?

25 comentários:

Aldianne Marques disse...

krida dá pra perceber q naum está sendo nem um pouquinho fácil pra vc neh!!!

boa sorte nessa fase de desapego.
bjinhos

Fernanda disse...

Oi Lili

Ihhhhhh q triste heim, triste no bom sentido né, imagino o quanto deve esta sendo dificil pra vc essa saudadezinha do seu antigo lar e mais ainda do seu pai e do seu dog :(
Mas vc se acostuma, logo, logo vc vai somente relembrar as lembranças da vida q vc tinha na casa com seu pai...

Ai nem quero imaginar quando chegar a minha vez, chegar em casa e nao ver a minha mamãe esperando eu pra conversar vai ser triste demais...

Um super beijo

disse...

Td vez que penso nisso choro tanto... Sei que faz parte,mas sei tb que vou sentir muuuuuuuuuito!
Bjs

Danee disse...

Isso é normal. Quando vou a casa da minha mãe e olho o meu antigo quarto sinto uma coisa estranha. Um aperto, uma saudade. Mas é um sentimento bom de continuidade e que a vida segue. O bom é que apesar de minha mãe sentir muito a minha falta ela sabe que eu estou feliz e isso a deixa feliz.
Vira e mexe eu saio do trabalho e vou pra lá pra gente passear e ficar juntas só nós duas e isso ajuda bastante.
beijocas

Jully Machado disse...

Tenho certeza que não será nadaaa fácil.
Sou mega paegada com os meus pais, principalmente com a minha mãe.
Meu pai tb sempreee me acorda, vai ser complicado me adaptar ao despertador. Outro detalhe, tenho 3 dogs em casa, e quando me casar não levarei ninguém. Como vai ser chegar em casa sem a festa habitual !?!?
Não gosto de pensar muito nessas coisas...
O que me alegra é que o meu noivo já mora sem os pais a mais de 7 anos, então não estará "sofrendo" a mesma situação e poderá me ajudar um pouco mais...
Nem tudo dá para ser perfeito, não é mesmo ?!!?
Felicidades e bora fazer logo essa mudança. Vire essa página!!..rs.. =)
beijuss

KAROLINE FIRMINO disse...

Ah Lili calma... logo logo vc se acostuma... e querendo ou não, a casa do seu pai sempre será sua tbm!! Acho que quando chegar a minha vez de sair de casa vou me sentir igual a voce!! é tão dificil neh? Boa sorte nessa fase ta?

beijos!!

Loly disse...

Ah Lili que dificil hein...
Mas acho que é só o começo, depois vocês se acostumam!

Acho que tambem vou sentir muita saudade de casa...

Beijs

Noivinha Lu disse...

Oi lindona!! Eu imagino que deve ser difícil, o que me anima é que vou morar aqui em casa com o futuro marido por um tempinho até o apto sair!rs

Mas vou sentir falta com toda certeza...principalmente dos meus cachorros!!!snif snif

Beijocas...

Barbara disse...

sei bem como é..! Meu pai também sempre me acordou de manha, preparava café para mim e minhas irmas antes de irmos para escola.. era uma delicia..! Mas acabei saindo de casa cedo para estudar fora, entao esses tempos se foram a um bom tempo..!
Hoje sinto falta quando nao acordo do lado do meu querido noivo... Acostumei tanto que a cama fica vazia quando ele nao esta...
A vida é assim mesmo, a gente precisa de tempo, mas vai se acostumando..

Bruna e Elcio disse...

Lili, vejo muitas noivas falarem isso, fique tranquila que você não é a única.
Eu não sei se sentirei saudades de casa (mãe, padrasto e dois irmãos, meu pai faleceu eu tinha 10 anos, me lembro de pouca coisa dele.), agora parece que não.
Mas eu acho que vou sentir saudades sim.
Bjão

Lu disse...

Oi Lili! Descobri seu blog hj procurando uma imagem de 30 dias, rs... Pois, hj faltam exatos 30 dias pro meu casamento e me identifiquei muito com esse post, tb tenho 28 anos e ñ tô preparada emocionalmente pra sair de casa, choro todos os dias, a saudade já começa a doer... Minha casa, minha família são meu porto seguro e tenho medo de cortar o vínculo... Tb vou morar perto, mas com certeza ñ é a mesma coisa, né?
Bom, vou te seguir, viu? Beijão e aparece lá no meu cantinho tb!

Lu disse...

Oi Lili! Achei seu blog hj procurando uma imagem de "30 dias" para colocar no meu, pois faltam exatamente 30 dias para meu casamento... Me identifiquei muito com esse post, tb tenho 28 anos e ñ estou preparada emocionalmente pra sair de casa... Sofro desde já, rs...
Beijão, vou te seguir, viu? Passa lá no meu cantinho tb!
Ah! Vou usar a imagem, tá? rs...

Déborah Brito disse...

Eu acho que vai ser maior barra pra mim também, conforme você foi contando eu me vi na história, a minha mãe é assim, me acorda, faz meu café, lava e passa minhas roupas, faz comida, coloca no meu prato aiiiii são tantas coisas que nem dá pra listar...
Vai ser horrivel, muito mesmo. Mas é uma fase e nada como a adaptação, tenha certeza que vai passar e vc vai sair ilesa dela.

Beijos Lili

Thatha disse...

Nunca tive dúvidas que vou sentir o mesmo! Estar feliz no novo lar não quer dizer que não podemos sentir saudade da casa dos pais!
bjooo

Camilla Cândido disse...

até evto pensar, acho u vou sofrer igual ou mais que vc.. o pior... minha futura casanão é próxima da minha atual casa... medo!
:****

Julie disse...

Imagino que deve ser a parte mais dificil...

Um beijo Lili

Pano Poá disse...

Nossa... fiquei emocionada!
Realmente deve ser muito complicado, não que pensar nisso agora, talvez após o meu casamento 01/10/2011, tenho certeza que sofrerei bastante também!
Fica com Deus!!
bjuusss
Tati

Ju disse...

Ai Lili, eu também não terminei minha mudança, e às vezes me pego pensando nessas coisas. Dói, né?

Mas faz parte da vida, do nosso caminho...

às vezes me pego pensando o que vai ser deles sem mim... heheheh como seu fosse na verdade os pais, dos meus pais!

beijão, ju

Musa disse...

Lili, acho que para mim foi mais fácil porque o Rafael já morava sozinha, então fui fucando de pouquinho a pouquinho até morarmos juntos. Mas lembro q da primeira vez que fiquei uns 15 dias sem ir em casa foi meio esquisito mesmo, sentia uma faaaalta da minha mãe... ainda tá mto recente, daqui a pouco vc se acostuma. COmo está tão feliz, será mto mais fácil. ;)
Bjos!

Noiva tatah disse...

Que alivío perceber que é normal então...eu só caso em setembro mas vira-e-mexe me pego pensando nisso...deve ser muito difícil se acostumar a falar "casa dos meus pais", ir na casa deles e ir embora, não dar o beijo de bom dia e boa noite todo santo dia...aiiii não gostei de pensar nisso de novo...muito difícil. Mas acho que no fim todas nós sobreviveremos rs...
Bjokas

Liliane disse...

Amorinhas, obrigada pelo apoio e pelo carinho! Vocês são fooooofas e colorem meus dias :)
Beijocas!

Carla... disse...

Liliiiii...

qdo voltei da Lua de Mel, passei na casa dos meus pais (não mais minha casa) para pegar o carro.

Meu pai e minha mãe foram no corredor se despedir, como faziam todos os dias antes de eu sair para trabalhar. Na hora me deu um nó na garganta. ai, ai...

No dia seguinte, já na minha nova casa... estava com Marcelo sentado no sofá... e senti uma saudaaaaaaade da "minha" casa.

Expliquei a ele, que não estava triste. Muito pelo contrário... mas era complicado o misto de sentimentos que se passavam por mim.

Ele, me deu total apoio e compreendeu. Ele já não morava com os pais uns meses antes... então foi mais fácil.

Também morei 28 anos no mesmíssimo teto... e papi me acordava toooooodos os dias e ainda preparava o café dos filhos, e levava um café na cama para minha mãe acordar com um sorriso.

Nunca vou me esquecer desses momentos. A delicadeza e satisfação do meu pai e da minha mãe em nos agradar (diferente de paparicar).

O que posso te dizer... que aos poucos vc vai sentir sua casa cada vez mais sua. Mas a casa dos pais... será sempre nossa!!! kkkkk

Depois de 3 anos... ainda tenho coisas na casa deles. E qdo me falam para tirar... digo que não quero desapegar. Deixo para marcar território. kkkkkkkk

Beijocas,
Carla.

Ava disse...

Ah!!! Que bom ver que isso que sinto é normal!
bjim

Maitê disse...

Oi lindinha !!!!

Pois é ... isto é difícil demais não é ??
No meu caso é um pouco pior ... casei e vim morar em Brasília. Cada vez que vou ao Rio e tenho que voltar, eu saio de lá completamente distruída. É ruim demais ... Sempre preciso de uns 2 a 3 dias para me recompor emocionalmente.

Beijinhos enormes !!!!

Silvia disse...

Alívio! =PPP

Brincadeiras a parte meus pais são super, ultra presentes e não sinto falta deles não. As vezes acho que minha mãe até exagera na presença! =)

Beijocas!